27 de out de 2011

Como as especiarias chegaram no Brasil


... e como a "pimentinha" saiu do Brasil para conquistar o mundo...!

As especiarias são temperos (condimentos) usados na culinária para proporcionar sabores diferentes nas comidas. Algumas especiarias também eram, e ainda são, utilizadas na fabricação de cosméticos, óleos e medicamentos. As principais são: pimenta, gengibre, cravo, canela, noz moscada, açafrão, cardamomo e ervas aromáticas.

Na época das Grandes Navegações e Descobrimentos Marítimos portugueses (séculos XV e XVI) eram muito valorizadas na Europa, pois não podiam ser cultivadas neste continente em função do clima. O surgimento e crescimento da burguesia também aumentou a demanda por produtos considerados de luxo na época, como, por exemplo,  as especiarias.

No século XV, os comerciantes de Gênova e Veneza, cidades italianas, tinham o monopólio destas especiarias. Compravam no Oriente, principalmente na Índia e China, e vendiam com alta porcentagem de lucro no mercado europeu. Estas especiarias eram levadas para Europa através da rota do Mar Mediterrâneo, dominada pelos comerciantes italianos.

Mas no século XVI  os portugueses descobriram uma rota alternativa para chegar ao oriente, através da navegação pela costa africana. Passaram então a comprar as especiarias diretamente na fonte e tiraram o monopólio dos italianos. As caravelas portuguesas chegavam à Europa carregadas de especiarias, que eram vendidas com alta taxa de lucro. Portugal se tornou uma potência econômica da época.

Foi também dessa forma que ao chegarem no Brasil, os portugueses trouxeram com eles essas especiarias que hoje fazem parte da nossa vida, da nossa culinária e da nossa cultura, tanto mais que o Brasil tem características climáticas que permitiram a sua cultura desde logo em muitas regiões deste nosso imenso território, o que não era possível na Europa de então.

No entanto, um movimento inverso a este também se verificou na mesma época: Pouca gente o sabe, mas foram os portugueses que introduziram no Velho Mundo, na Europa,  o picante, a pimentinha,  que encontraram no Brasil.

Foram buscar as plantas à floresta amazónica, de onde é originária, e levaram-na para África, onde se desenvolveu bem. Transportaram-na depois para a Ásia, onde ela foi desde logo muito apreciada se se integrou nos hábitos regionais aí permanecendo até aos dias de hoje.

As pimentinhas foram também introduzidas na Índia pelos portugueses, porque os indianos não usavam picante até então. Conheciam a pimenta vulgar, aquela que nós ainda hoje chamamos de pimenta do reino, o cravinho e muitas outras especiarias, mas desconheciam esse novo sabor, esse novo condimento. 


 E assim a pimentinha saiu do Brasil para conquistar o Mundo !

Nenhum comentário:

Postar um comentário